Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Troca de significados...

É certo que vivemos num tempo em que o mais importante é ser diferente, quer seja na forma como te vestes, na forma como andas, na forma como te relacionas com os outros e até na forma como se fala...

É verdade que a originalidade é de facto importante. Mas nada de abusos!

Mas de tanta originalidade a forma como se fala é aquela que me provoca um profundo ataque de nervos, por ver a facilidade com que nós alteramos o significado das palavras e em especial das palavras "AMAR" e "ADORAR".

Sim, porque hoje em dia temos uma facilidade estúpida de trocar os significados destas palavras.

Senão vejamos:

- Quando namoramos somos capazes de dizer mais depressa "Adoro-te" do que "Amo-te"... Quando na verdade apenas queremos dizer que "gosto muito de ti!" ou que "és especial para mim!"

- Até para a comida... "adoro bolo de chocolate!", quando na verdade não passa de um "aprecio muitoooooo de bolo de chocolate!"

- Etc.

Agora, vou explicar o porquê deste meu ataque de nervos:

(Dicionário Porto Editora)

Adorar - prestar culto à divindade; venerar; amar em extremo.

Amar - ter amor a;gostar muito de; desejar; escolher; apreciar; preferir; estar apaixonado.
É por isto!

Porque por muito que se ame alguém ou algo, nós nunca o(a) iremos venerar...

Uma braçada amiga

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Agosto 2007

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031