Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Talvez sim... Ou talvez não!


Se eu tivesse o descernimento,
de compreender o que sinto,
nem que fosse apenas por um minuto,
como seria tão diferente a minha vida...

Se não existisse em mim,
esta divisão,
esta separação,
como seria tão fácil percorrer o caminho...

Se eu conseguisse calar esta voz,
que é minha companhia
e minha rainha,
como eu ouviria a voz do silêncio...

Se não existisse em mim o medo de arriscar,
se não houvesse em mim esta ferida aberta,
se não fosses tu a rainha do meu coração,
como seria tão diferente a minha vida...

Se o nosso “longe” não fosse “perto”;
Se o nosso “afastar” não fosse “próximo”;
Se o nosso “não quero” não fosse este “querer”;
Como seria tão fácil percorrer este caminho...

É este “se”,
Que me prende,
Que me faz pensar mais e agir menos,
Que me fecha portas e não me abre horizontes...

E se amanha não houvesse o “se”?
E se amanha não houvesse o “medo”?
E se amanha não existisse a “dúvida”?
Seria a minha vida diferente?
Seria este caminho mais fácil?
Conseguiria eu ouvir a voz do silêncio?


Uma braçada amiga

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Abril 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930