Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

É verdade que sou!

tumblr_lr8vyigwft1qbcxe2o1_500_large.jpg

Sou feliz!
Não porque seja rico,
nem por ter tudo o que sonho ou desejo.

Sou feliz!
Não porque a sorte me acompanha
ou porque a facilidade seja companheira.

Sou feliz!
Porque cada amigo me faz sentir especial.
E em cada momento de dificuldade foram as luzes que me guiaram.

Sou feliz!
Porque aprendi que o valor das coisas não é no que valem mas no que proporcionam.
Aprendi que ser-se grato não é porque fica bem, mas porque o sentes.

 

Anda daí!

tumblr_static_tumblr_static_4yq23t25o408g0csw08gs0

 Anda daí!
Vamos ser felizes!
Vamos viver a vida,
em todo o seu esplendor.
Em todos os seus momentos
e formas.

Sai,
desse medo,
deixa esses "ses" e esses "mas".
Lança-te sem medo.
Mergulha com convicção.
Corre com determinação.
Porque na vida não é mais feliz quem pensa muito ou faz tudo bem.

Não!

É mais feliz aquele que arrisca.
E que na dúvida não hesita. Porque sabe, que a diferença entre aquele que vive e aquele que sobrevive, é a coragem!

Só aquele que confia é capaz de sentir.

Porque são o nosso tesouro...

Há momentos que a tristeza não disfarça..
Há horas que a mente não preenche.
Há gargalhadas que o Mundo não cala.
Há recordações que o tempo não leva.
Há amores que vivem para sempre.
Há pessoas que marcam a nossa vida para a eternidade.
Há cheiros que perduram.
Há locais que a memória não apaga.
Há histórias em que não basta mudar a página.
Há olhares que serão sempre cúmplices.
Há sorrisos que serão sempre "a linha mais bela"!

É estranho...

Porquê?

Não eram sorrisos verdadeiros aqueles que partilhávamos?
Não eram olhares cúmplices aqueles que trocávamos?
Não eram palavras sentidas aquelas que dizíamos?
Não eram momentos especiais aqueles que vivemos?
Não eram sonhos tangíveis os que projectamos?

Acreditei que sim…

Certo ou errado?

Existem silêncios preenchidos
e conversas vazias.

Há minutos intermináveis
e segundos efémeros.

Sentimentos que nos prendem
e Pensamentos que nos afastam.

Há mentiras que não ferem
e verdades que não nos deixam ilesos.

Existem medos com convicção
e certezas frágeis.

Há sorrisos tristes
e lágrimas de felicidade.

Existem abraços vazios
e olhares reconfortantes.

E em todos estes momentos, a mesma pergunta:

Certo ou errado?

Tu decides!
Tu escolhes!

Na certeza porém, que aquilo que dás é o que recebes de volta!


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Junho 2020

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930