Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Estranha loucura

tumblr_ldjyd73cZV1qdfytto1_500.jpg

 Dias de partilha
e horas de felicidade.
Sonhos comungados
E desejos confidenciados.

E eu esperei-te naquela noite, tal como tinhas combinado.
E esperei...
E esperei...
E tu não chegaste.
Fugiste no último momento.
E eu fui.
Cada passo que eu dava, sabia-te mais longe de mim e do que era nosso.
E odiei aquele momento, mas não fui capaz de te odeiar.
E hoje passados tantos anos, quando te vi graciosa e sorridente, pude perceber que aquele sentimento esperou por ti.
Hoje a vontade é a mesma.
O desejo continua presente e por isso te segredo no silêncio de um olhar: "quero-te minha, hoje e para sempre!"

Notas flutuantes

57314b6744454c81e25d014d68a48164--vinyl-music-viny

​Há uma música que toca repetidamente, que me projeta para uma realidade distante da verdade.
Onde sou capaz de voar sobre o mar;
tocar as estrelas e apreciar a beleza da lua cheia ou o pôr do sol;
onde o tempo não faz tic-tac e onde o Amor se sente presente;​
onde os bens materiais não existem e onde o som do mar preenche o ar.
É uma realidade tão perfeita, que me basta fechar os olhos para te sentir, para te tocar.
Aqui não existe distância, apenas existência.
E tu existes em mim...
Mais do que eu em ti!

 

Livro de recordações

tumblr_inline_ms460dOhkI1qz4rgp.jpgEra um sonho como muitos outros, tinha uma vontade e uma forma. Tinha um jeito único de existir.
Com dias inesquecíveis e horas marcantes.
Mas também tinha meias verdades e meios sentir.
Havia momentos de afastamento e de silêncio, onde a individualidade era presença.
Queriamo-nos assim.
Gostavamo-nos assim.
Conheciamos o som da gargalhada sincera, da partilha de uma banal garrafa de vinho que se transformava especial.
Havia letras de músicas que se alteravam do nosso jeito.
E expressões só nossas.
Mas um dia, o sonho afastou-se e o "ficar" partiu, sobraram apenas as recordações que preenchem o tempo de uma vida que foi partilhada do nosso jeito.

Like?

8d53b1a337ff8007f649c45f50683c46a8a035e6_hq.jpg

Vivemos tempos diferentes,
onde tudo se partilha,
onde tudo é capturado,
onde o "like" é muito importante,
onde um simples "tag" parece abrir portas de sociedades e grupos privados.
Onde todos tem uma opinião e um palpite.
Onde a aprovação de um amigo virtual ou de um desconhecido é fundamental para sabermos se temos sucesso ou não.
Mas a verdade, é que as melhores coisas/sentimentos do Mundo, não são aquelas que são partilhadas no Mundo virtual, mas sim aquelas que são partilhadas no silêncio e no anonimato virtual, com aqueles que amamos e que nos provam estar ao nosso lado sobre qualquer circunstância.

És capaz?

Olha para mim
E diz-me que não gostas mais de mim!

Olha para mim
E diz-me que não sentes mais saudades minhas!

Olha para mim
E diz-me que já não te faço feliz!

Olha para mim
E diz-me que já não sou o teu "porto de abrigo"!

Olha para mim
E diz-me, que os teus dias ganharam mais cor sem mim!

Olha-me nos olhos
E diz-me a verdade...
Porque a mentira tem prazo de validade!pensando-na-vida_large.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031