Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Era outra coisa...

tumblr_lk45iyANvJ1qe0fdco1_500.png

Não eram a falta de sentimentos,
que parecia existir dentro dele.
Mas antes a mágoa de vários projectos falhados.
Não era a falta de brilho nos seus olhos que parecia não existir.
Mas antes a compreensão que demasiada expectativa atrofia.
Não era a ausência de vontade que pareciam dominar os seus passos.
Mas antes a falta de capacidade de se proteger.
Sabia-se e sentia-se só. Não porque não houvesse quem estivesse disposto a ama-lo. Mas antes porque assim sabia que não voltaria a descer ao mais fundo do ser e da sua dor.

Compreendes?

tumblr_lgtmimrKiD1qfte9yo1_500.jpgSe tu conseguisses imaginar só por um segundo
o sabor amargo que a tua ausência me provoca...

Se tu conseguisses imaginar só por um segundo
a tristeza que promove a tua decisão...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
a dificuldade que tenho em ocupar o teu lugar...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
a longevidade dos dias sem ti...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
a dureza que é ter que calar um coração que teima em te chamar...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
a complexidade de justificações que arranjo para te esquecer...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
os desvios que faço para não percorrer os caminhos que fizemos juntos...

Se tu conseguisses imaginar por um segundo
a vontade que tenho de sentir o teu cheiro, o teu toque, o teu beijo...

 

Talvez percebesses que "sozinhos vamos mais rápido, mas juntos iriamos mais longe!"

 

A tua parte em mim...

tumblr_loyt1bseo41qgc0ou.jpg

Ai meu amor...

Se tu soubesses como o tempo corre mais depressa quando estás comigo
e a eternidade que acontece quando estás longe...

Se tu conseguisses imaginar a velocidade a que o meu sangue é bombeado quando me tocas
e a inércia que se abate sobre mim quando não estás comigo...

Se tu soubesses a sofreguidão que sinto quando me beijas
e a ausência de desejo que sofro quando te separas de mim...

Se tu pudesses contabilizar os sonhos em que tu entras na minha vida
e a falta de imaginação que tenho quando estou sem ti...

Se tu conseguisses mensurar as borboletas que nascem em mim por tua causa
e aquelas que partem juntamente contigo...

Se tu sentisses o arrepio que me provocas quando me olhas
e a privação de sensações que tenho quando decides ir...

Se tu tivesses a minima noção como sinto saudades quando implicas comigo
e o aborrecimento que vivo quando tudo está certo porque não estás aqui...

Talvez percebesses, que sou muito mais completo quando estou contigo, do que aquilo que imaginas.
Que tudo faz mais sentido quando estás do que quando te ausentas.
E desculpa se não sou tantas vezes capaz de verbalizar tudo isto e muito mais.

 

Mas a verdade é que tu fazes brotar o melhor de mim!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Março 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31