Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Há gente assim!

 "família" (Conjunto de todos os parentes de uma pessoa, e, principalmente, dos que moram com ela.)

 

Mas a família são tantas vezes as pessoas que nos acolhem nas suas vidas e acima de tudo nos seus corações. Pessoas que nos aceitam, para lá de todas as nossas virtudes e defeitos, das nossas escolhas e /ou renúncias, etc. São estas pessoas especiais porque dão sentido à vida dos outros e neles fazem brotar o sentimento de pertença.

 

É importante reconhecer quem são esses seres, pois as nossas vidas estão cheias de coisas fúteis e descartáveis. Que nem nos apercebemos destes anjos que caminham por entre nós. 

"É agora?"

6E6BD77B-1183-4C24-9004-07A390E7739F.jpeg

Há no ar um sabor de dúvida, de incerteza, de medo.
Que nos questiona,
que nos impele a agir.
Que nos exige algo mais do que aquilo que estamos dispostos a dar neste momento.
 
"É agora?"
 
Perguntamo-nos demasiadas vezes, numa esperança vazia, de que o vento nos traga a resposta.
Que alguém nos diga "é sim!".
Que num rasgo de sorte, o caminho que temos de percorrer se ilumine.
 
Só que nada disto acontece. E pior, a pergunta continua a existir...
 
"É agora?" não é uma pergunta filosófica, não é uma pergunta de introspecção. Não!
É sim, uma pergunta de inquietação que nos impulsiona para uma acção, um movimento, uma consciência, uma mudança!
 
É agora que tens de agir!
É agora que tens de amar(-te)!
É agora que tens de abraçar(-te)!
É agora que tens de arriscar!
É agora que podes mudar aquilo que não gostas!
É agora que podes fazer diferente!
É agora que podes fazer acontecer!
 
Na verdade, esta pergunta "é agora?" só precisa que confies no que sentes, no que és, nos teus sonhos, na tua essência!

 

E se um dia...

911bdb85149d408bb12d8971d72a7e11.jpg

Quando falha a vontade,
quando não existe a disponibilidade,
quando a tua presença não é pedida.
Importa recordar quem és!
 
Quando a solidão for sentida,
quando tudo à tua volta não faz sentido,
quando a distância é requerida.
Importa recorda quem és!
 
Porque o amor, não se esquece.
Aprendemos é a aceitar a sua ausência.
Porque as memórias, não se apagam.
Aprendemos é a gerir a sua presença.
 
Mas quando te esqueces de quem és...
Esqueces o mais importante!

Cabe?

Queremos tanto viver em paz

08.webp

que abdicamos de tanta coisa.
 
Queremos tanto sentir a harmonia
que nos esforçamos muito por agradar aos outros.
 
Queremos tanto experienciar o amor
que nos obrigamos a ficar.
 
E no meio de tudo isto, vamos esquecendo quem somos.
 
E importa recordar que nem sempre temos de nos encolher para caber na vida daqueles que estão ao nosso redor.

Espero e tu?

É na penumbra que me sento.
Que espero por ti.
Sem saber se vou ou fico.
Sem saber se entro pela noite fora ou se corro atrás do dia.
É neste pedaço de tempo, que te espero.
Que me espero.
Que me pergunto e respondo.
Que me vejo e projeto.
É neste finito tempo que separa a noite do dia
Que procuro respostas para coisa nenhuma.
E onde tudo me lembra de ti.
E tu?
Onde estás?

Ainda não acabei....

idosos-amor.jpg

Vivi anos ao teu lado e ainda assim não foram suficientes.
Sussurei-te em cada amanhecer o quão grato eu era por acordar ao teu lado. E em cada beijo que te dava, colocava em silêncio o meu mundo. Pois sem ti ele não existia. Tu eras a sua guardiã!
Cada sorriso teu, iluminava cada sombra minha.
E as minhas dúvidas, tu transformaste em certezas.
Fizeste dos nossos sonhos, realidade.
E de mim o homem mais feliz do mundo.
Só tu me bastavas!
Só tu sabias que do alto da minha teimosia, eu era (e sou) um coração mole.
E quando tudo em mim era caos. Tu chegavas e em silêncio dizias-me: "Estou aqui"!
Abracei-te várias vezes com a vontade que o tempo parasse.
Mas ele nunca parou.
E levou-te de mim!
E eu ainda hoje espero que a porta se abra e me digas "já cheguei!"
Porque afinal eu ainda não acabei de te amar...

Estranha realidade...

10razoes-erradas-para-namorar-620x413.jpg

Somos demasiadas vezes confrontados, quer exterior quer interiormente, por um sentimento, por uma pressão, de um lógica mundana e de um dedo acusador. Porque nos colocámos acima de tudo e de todos. Porque fomos capazes de nos escolher e de nos amarmos em primeiro lugar.
Mas o mundo acha que é egoísmo.
Que é uma decisão errada.
O mundo, o mesmo que festeja connosco o sucesso e se esquece de nós no insucesso.
O mundo, que aponta e julga mas que é feito de telhados de vidro.
O mundo, que te diz "sê resiliente" mas que nisso vê "teimosia".
Só que nem sempre o mundo está certo e nós errados.
E muitas vezes, fazemos as coisas erradas mas pelos motivos certos.
E essa é a beleza da vida humana.

 

Entrega-te!

images.jpg

São muitas as vezes que nos dizem que a vida é feita de
vitórias e de derrotas;
de chegadas e de partidas;
de lágrimas e de sorrisos;
de muitas decisões e de uma infinidade de consequências;
de alguns amigos verdadeiros e de muitos falsos conhecidos;
de gente que nos ama tal como somos e de uma inveja em ser como nós.
Que todos nos apoiam quando estamos na "crista da onda", mas que poucos nos ajudam a erguer.
Que amar magoa mas que não querer ser amado dói ainda mais.
Que o medo nos coloca amarras e que o amor nos faz ganhar "asas".
Que existem caminhos sinuosos onde apenas a coragem e ousadia são companheiros de viagem.
Que a injustiça não é coisa do passado, mas que é algo presente no coração do Homem.

Porém aquilo que nunca nos disseram ou ensinaram,
é que na vida não é mais feliz aquele que possui todas as riquezas do mundo,
mas antes aquele que sabendo da sua limitação se oferece ao outro para o fazer ser mais.
E é por isso, que a sociedade nos "cria" consumistas e a vida nos educa na entrega.

Porque afinal, onde estiver o nosso coração, ai está o nosso tesouro.

 

Para lá de tudo...

encher-a-bola-do-outr.jpg

Damo-nos ao outro sem grandes reservas.
Deixamos que entre. Que encontre. Que se faça uno. Que acrescente um pouco ao muito que nos falta. Que caminhe connosco. Que nos faça ver para lá desta nossa limitação humana. Que nos ensine a amar. A partilhar a dor que um dia possamos sentir.
Sem receios. Sem medos. Sem condições. É de uma forma consciente que o fazemos. É um passo certo este que damos. É ousar. É confiar. Mas acima de tudo, é acreditar.
E existe em nós a vontade que tudo possa dar certo. Que seja O ser que tantas vezes sonhámos.
É por esta desagradável verdade que um dia nos sentimos rasgados por dentro de cima a baixo.
Como se tivéssemos sido cortados por uma espada e atropelados por um camião.
Caímos de joelhos e com a expectativa por terra. E somos invadidos por uma necessidade de isolamento.
Compreendemos a dureza do coração humano. E a verdade de que o Mundo não pára à nossa espera.
Onde apenas os fortes são recordados e os fracos são esquecidos. Aí percebemos de que lado da história queremos estar.
Porque por muito que nos custe admitir, é na dor que se revela o verdadeiro carácter e a coragem. E na alegria, a generosidade e a expectativa. 

Por agora...

tumblr_oeec3qtZpL1t7ubqmo1_500.jpg

De repente tudo acabou...
Foram anos de um casamento.
De um projeto.
De uma família.
De um sonho.
Que de um momento para o outro termina.

Fiquei sem o chão que me sustentava.
Sem o abraço que me protegia.
Sem o corpo que conhecia de cór.
Sem o sorriso que me enchia a alma.
Porque de repente tudo acabou...

Onde foi que falhei?
Onde foi que falhaste?
Onde foi que falhámos?
Simplesmente não sei.
Só sei que terminou.

E agora?
Todos me dizem, que existe vida para lá disto. Que algo melhor me está reservado. Que novos sonhos irão acontecer!
Mas que vida? Se a minha vida era contigo.
Melhor? Tu eras a melhor.
Novos sonhos? Mas tu és o meu melhor sonho.
Mas de repente tudo acabou.

Talvez um dia volte a amar.
Talvez um dia volte a sonhar.
Talvez um dia me volte a entregar.
Mas por agora, só te quero a ti.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Maio 2024

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
Em destaque no SAPO Blogs
pub