Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Que estranho Mundo é este em que vivemos...

Nos últimos tempos, tenho pensado um pouco sobre o assunto deste post. Aos poucos tenho vindo a perceber que esta Humanidade, apesar de cada vez mais evoluída, a nível de conhecimentos, de possuir mais e melhor tecnologia, etc; Também esta tem vindo a deixar cair no esquecimento alguns valores. Valores estes que já foram considerados fundamentais. Fazemos parte de uma sociedade que busca incessantemente vestígios de vida noutros planetas, mas cada dia que passa aniquila a Vida existente neste planeta.
Deixámos de nos preocupar.
Desinteressámo-nos pela Humanidade.
Que impacto tem nas nossas vidas, o número de crianças vítimas das maiores privações que ocorrem em África? Só porque existe alguém que tem uma ambição desmedida, um egoísmo elitista. Quem se importa?
O que interessa a quantidade de árvores abatidas diariamente no Amazonas? A quem?
O que importa os inúmeros animais protegidos que são caçados apenas por desporto?
Muitos dirão que isso é um problema que as organizações e os países terão que resolver.
E este é o problema central.
Porque em nós ecoam frases como:
“Não me interessa, eles que se entendam.”;
“Não quero saber, não posso fazer nada.”;
“Não depende de mim...”;

“Não está nas minhas mãos...”
Etc.
São estes pensamentos e formas de estar na vida, que aos poucos e poucos vão mudando os padrões comportamentais do indivíduo, transformando a sociedade e alterando o Mundo.
Sem perceber, estamos simplesmente a riscar do nosso dicionário, palavras como: Amizade; Amor; Compaixão; Solidariedade; Partilha; Cumplicidade; etc.
Mas não pode ser.
É urgente, voltar a olhar o Mundo como se fosse a primeira vez; é preciso, voltar a apaixonarmo-nos pela Humanidade, da qual fazemos parte.
É necessário que o valor da vida seja o centro das nossas decisões e atitudes.

Um abraço

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Agosto 2009

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031