Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

O Mundo através da minha janela...


Esta manhã olhei o Mundo através da janela do meu quarto, o sol brilha lá no alto, o céu está limpo. Parece um lindo dia de Verão.

Mas não é!... É dia 26 de Dezembro.

Olho para as pessoas e vejo-as agasalhadas, faz tanto frio lá fora... E aqui dentro do meu quarto sinto-me tão quentinho...

Ao olhar o Mundo através desta janela, vejo pais que agarram os seus filhos como sendo o seu maior tesouro; Vejo pessoas que correm para o autocarro, como se fosse a sua última oportunidade; Vejo gente que sorri e diz "Bom dia!", sendo essa a sua melhor prenda; Vejo casais que se seguram mutuamente como se fossem um único ser; Vejo rostos alegres e tristes, rostos vermelhos e outros completamente tapados; Vejo tanta gente diferente e no fundo tão iguais...

Ao olhar o Mundo através da minha janela, penso naquelas frases que tantas vezes são repetidas em certas ocasiões:

- "Todos diferentes, todos iguais..."

- "Os opostos atraem-se..."

- " São as nossas diferenças que nos unem..."

- " Se fossemos todos iguais, a vida seria uma monotonia..."

E muitos mais...

De facto, são enormes as diferenças entre cada um que vejo da minha janela, mas na verdade todos eles são semelhantes na sua essência.

Porque o Mundo que eu vejo através da minha janela é diferente do Mundo que tu vês da tua janela, mas o Mundo é o mesmo...

Uma braçada amiga

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Dezembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31