Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Limitação

viajar_vintagecolors_1.jpg

"Tudo muda!"
 
Esta verdade é tão universal e tão assustadora.
Porque em si ela transporta a certeza que nada na vida é para sempre.
Que existe sempre um "depois", que nada é eterno nesta vida ou numa outra.
Que a vida não se planeia mas que se vive intensamente.
Que grandes planos podem estar carregados de ilusões e frustrações.
Que a eternidade é algo efémero e que dura pouco mais do que um segundo.
Que hoje é uma dádiva, um presente. E amanhã poderá nunca chegar.
Que sentimentos duram uma fracção da vida e que não se morre nem de amor nem de saudade.
Por isso, é preciso ter a coragem de aceitar aquilo que tantas vezes não se consegue mudar ou compreender, porque existem "vontades" insondáveis, para lá da limitação do nosso Eu.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930