Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Infinitas possibilidades...

Há sempre uma incerteza disfarçada.

images.jpg

Há sempre um abraço escondido.
Há sempre uma dor camuflada.
Há sempre um olhar perdido.
 
Há sempre um beijo roubado.
Há sempre uma palavra por verbalizar.
Há sempre um coração sofrido.
Há sempre uma música por escutar.
 
Há sempre qualquer coisa...
Há sempre mais qualquer coisa...
Porque a vida é uma abundância infinita que nós teimamos em limitar.

 

Momentos...

9e70a3e3bc15a20b2c032f640a260747.jpg

"O que posso eu fazer por ti?" perguntaste tu.
E a minha resposta automática foi "nada, obrigado!"
Mas, não era a verdadeira...
Porque aquilo que eu precisava que fizesses por mim, é que me desses um abraço!
Um bem apertado e sentido.
Mas, tive medo de mostrar a minha vulnerabilidade.
E permiti que fosses embora...

Precisas de parar e respirar

legendas-em-inglês-para-fotos-1250x625.jpg

Às vezes, quando tudo parece estar a correr mal, levando-te a seres muito crítico(a) contigo e com os outros, tens de parar!Às vezes, quando a dor que sentes parece que te rebenta o peito e que ninguém sentiria a tua falta, tens de parar!Às vezes, quando a injustiça do outro te mágoa e não a consegues compreender e aceitar, tens de parar!Às vezes, quando um problema parece gigante e parece que tudo está bloqueado para a sua resolução, tens de parar!Parar, ajuda-nos a sair daquele momento.Ajuda-nos a olhar para as coisas de uma outra forma.Ajuda-nos acima de tudo a poder respirar fundo e a manter o foco no que realmente importa.E isso... és tu, sou eu!O resto é apenas isso, o resto!

Por isso, pára e respira fundo, para recentrares o teu eu!

"É agora?"

6E6BD77B-1183-4C24-9004-07A390E7739F.jpeg

Há no ar um sabor de dúvida, de incerteza, de medo.
Que nos questiona,
que nos impele a agir.
Que nos exige algo mais do que aquilo que estamos dispostos a dar neste momento.
 
"É agora?"
 
Perguntamo-nos demasiadas vezes, numa esperança vazia, de que o vento nos traga a resposta.
Que alguém nos diga "é sim!".
Que num rasgo de sorte, o caminho que temos de percorrer se ilumine.
 
Só que nada disto acontece. E pior, a pergunta continua a existir...
 
"É agora?" não é uma pergunta filosófica, não é uma pergunta de introspecção. Não!
É sim, uma pergunta de inquietação que nos impulsiona para uma acção, um movimento, uma consciência, uma mudança!
 
É agora que tens de agir!
É agora que tens de amar(-te)!
É agora que tens de abraçar(-te)!
É agora que tens de arriscar!
É agora que podes mudar aquilo que não gostas!
É agora que podes fazer diferente!
É agora que podes fazer acontecer!
 
Na verdade, esta pergunta "é agora?" só precisa que confies no que sentes, no que és, nos teus sonhos, na tua essência!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Setembro 2023

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Em destaque no SAPO Blogs
pub