Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

A (re)fazer(-me) (n)o caminho

Parece ser o mais fácil. A escolha mais simples. A fuga perfeita. Aquela que surge sempre como a única escapatória. 

Só que não é.

Porque há vozes dentro de mim que surgem. Porque há tormentas em que não basta a dose de coragem e de ousadia para as contornar.

Amar-me é tão difícil quão necessário. Abraçar-me é tão importante quão proteger-me.

Porque se um coração destruído é complicado, não imaginas o quão complexo é um ser destroçado...

Só que "o essencial é invisível aos olhos!"...

E aqui fiquei. A (re)fazer(-me) (n)o caminho.

Talvez...

"Talvez te deixe entrar", disseste tu. E deixarias. Mas há portas que não podem ser abertas. Não têm como se abrir. E tentar abri-las não é tarefa que, por motivos vários, se possa fazer. E, assim, fechadas permanecem aos olhos daqueles que aguardam que elas se movam. Para esses, do outro lado, é sempre noite. E a noite....ah, a noite. A noite é fria.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Janeiro 2022

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031
Em destaque no SAPO Blogs
pub