Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Apaixona-te



"Apaixona-te definitivamente pelo teu sonho, pois o sonho de ninguém deve ser mais apaixonante que o teu.

Apaixona-te pelo teu talento, mesmo que críticos insistam que deves fazer outras escolhas e realizes outras coisas, mais convenientes.

Apaixona-te mais pela tua viagem do que pela chegada ao teu destino, pois só a viagem é garantida.

Apaixona-te pelo teu corpo, mesmo que ele esteja fora de forma, pois de “qualquer forma” ele é a única casa que tu realmente possuis.

Apaixona-te pelas tuas memórias mais deliciosas, ninguém pode tira-las de dentro de ti, e elas são excelentes fontes de inspiração em momentos de dor.

Apaixona-te pelas asneiras saudáveis que passam pela tua mente, entre um e outro momento de stress, elas ajudam a sobreviver.

Apaixona-te pelo sol, ele é fiel, gratuito, absolutamente disponível e dá prazer.

Apaixona-te primeiro por alguém. Não esperes que alguém se apaixone primeiro por ti, só por garantia e segurança.

Apaixona-te pela dança da vida, que está sempre em movimento dentro de nós, mas que, por defesas nós teimamos em algemar.

Apaixona-te mais pelo significado das coisas que conquistas,mais do que pelo seu valor material.

Apaixona-te pelas tuas ideias, mesmo que te tenham dito que elas não servem para nada.

Apaixona-te pelos teus pontos fortes, mesmo que os pontos fracos insistam em ficar em alto-relevo no teu cérebro.

Apaixona-te pela ideia de ser verdadeiramente feliz.

A felicidade encontra-se de sobra nas prateleiras dos teus recursos interiores.

Apaixona-te definitivamente por ti!

Apaixona-te rápido!

O poder de decisão só a ti pertence!"

Autor desconhecido

Um abraço

Sinto

"Sinto

Sinto a necessidade de saborear cada gesto, cada palavra, cada paisagem, cada acontecimento.
Arrepia-me a sofreguidão; e temo perder, na vertigem, a beleza das cores,
o perfume dos jardins, os olhos das pessoas e a modulação das vozes.
Senhor, faz-me atento; pacifica-me, para ser capaz de parar, de olhar, de escutar, de sentir, de agradecer.
Faz-me atento, para que me espante na permanente novidade;
para que não me perca nas certezas superficiais;
para que procure resposta às minhas insatisfações, sem queimar etapas na serena descoberta.
E, depois de ouvir, dá-me a coragem da obra coerente."

Pe. João Aguiar

Um abraço

Apenas ir...


Ando naquela fase em que acho que todos devíamos ser suficientemente livres para fazermos tudo quanto fosse de nossa vontade.
Acho que ninguém devia ter amarras tão apertadas, responsabilidades tão grandes, ideais tão exigentes que não nos permitem, de um momento para o outro, largar tudo e partir em busca de um novo sonho.
O sonho podia nem ser nosso, podia ainda não existir, mas a existência de vontade já devia ser suficiente para nos fazer partir.
Ir em busca de trazer o que ainda não procurámos, o que ainda,talvez, nem sabemos que existe.
Mas ir.
Acho que ninguém devia ter competência tal, família tal, um código ético de tal forma restrito que não lhe permite ser capaz de parar o mundo e de o fazer girar duas vezes sobre si mesmo, quando apetece.
Porque apetece.
Como me apetece hoje.
Certo é que se a vontade contasse a esta hora não estaria aqui a escrever estas linhas.
E ao invés disso...
Talvez estivesse a correr atrás daquilo que o meu coração hoje pede.
Porque amanhã a vontade poderá ser outra.


Um abraço

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930