Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Para reflectir...


"Depois de algum tempo aprendes a diferenca, a subtil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E aprendes que amar não significa apoiar-se e que companhia nem sempre significa segurança.
E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começas a aceitar as derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprendes a construir todas as tuas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos e o futuro tem o costume de cair no vazio.
Depois de um tempo aprendes que o sol queima se ficares exposto por muito tempo.
E aprendes que não importa o quanto te importas, algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceitas que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferir-te de vez em quando e precisas de perdoá-la por isso.
Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobres que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la e que podes fazer coisas num instante, das quais te arrependerás para o resto da vida.
Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que tens na vida, mas quem tens na vida.
E que os bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprendes que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam.
Percebes que o teu melhor amigo e tu podem fazer qualquer coisa, ou nada, e passarem bons momentos juntos.
Descobres que as pessoas com quem te importas mais na vida são levadas de ao pé de ti muito depressa.
Por isso, devemos sempre deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas - pode ser a última vez que as vejamos.
Aprendes que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começas a aprender que nao se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobres que se leva muito tempo para se transformar na pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto.
Aprendes que não importa onde já chegaste, mas para onde estás a ir.
Mas se não sabes para onde vais, qualquer lugar serve.
Aprendes que, ou controlas os teus actos ou eles te controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada e frágil seja uma situacão, sempre existem dois lados.
Aprendes que heróis sao pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.
Aprendes que paciência requer prática.
Descobres que, algumas vezes, a pessoa que estás a espera que te pontapeie quando caísses, é uma das poucas que te ajudam a levantar.
Aprendes que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários celebraste.
Aprendes que há mais dos teus pais em ti do que supunhas.
Aprendes que nunca se deve dizer a uma crianca que sonhos são parvoíces, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprendes que quando estás enraivecido tens o direito de assim estar, mas isso não te dá o direito de seres cruel.
Descobres que, só porque alguém não te ama da maneira que gostarias que amasse, não significa que esse alguém não te ame com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como o demonstrar ou viver isso.
Aprendes que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tens que aprender a te perdoares a ti mesmo.
Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, serás, nalgum momento, condenado. Aprendes que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que o consertes.
Aprendes que o tempo não é algo que possa voltar atrás.
Portanto, planta o teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperar que alguem te traga flores. E aprendes que realmente podes suportar... que realmente és forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que tens valor diante da vida. "

William Shakespeare


Uma braçada amiga


Trágica ironia.



Quando.
Quando a tristeza é companheira.
Quando o sorriso é deserto.
Quando o abismo é horizonte.
Quando o céu é inatingivel.
Quando o tempo depressa corre.
Quando tento e não consigo.
Quando deixo de acreditar.
Quando sou e não quero.
Quando penso e não digo.
Quando choro sem motivo.
Quando falo e não sinto.
Quando não o vejo.
Quando não o oiço.
Quando as mãos já não se sabem lá.
Quando o corpo não se toca.
Quando os sentimentos estão congelados.
Quando as ideias se perderam.
Quando estou assim,sem forças.
Quando me sinto preso ao que não compreendo.
Quando a liberdade me sufoca.
Quando o hoje não passa.
Quando o amanhã não chega.
Quando o ontem não volta.
Quando.
Quando tu quiseres.

D'aquela
Uma braçada amiga

"de que servem as palavras se a casa está deserta..."



Hoje,
Sentado neste puff,
Debito estas palavras,
Que me saem do coração.
Palavras soltas e sem sentido...
Mas também,
O que tem feito sentido nestes últimos tempos?
O que faz sentido numa vida que se esvaziou de sentido?
O que importa numa vida que já perdeu importância?
Nada!
Porque em mim existe apenas um enorme VAZIO.
Que em acompanha todos os dias, todas as horas.
Um vazio...
... de sentido!
... de sentimento!
... de justiça!
... de partilha!
... de gestos!
... de sonhos!
... de tudo!

Hoje,
Sinto a dor de cada minuto que passa,
Sinto a falta de cada gesto,
Sinto a falta de algo que me prenda,
Sinto a falta de aromas,
Sinto a falta de uma mão que me acaricie o rosto,
Sinto a falta de te ver «homenzinho» pequeno
Sinto a falta de um porto de abrigo
Sinto a falta daquilo que tenho e do que não tenho
Mas acima de tudo...
Sinto a falta do meu EU...

Que se mistura e se perde na imensidão deste Vazio...

Uma braçada amiga

quadragésima.com

quadragésima.com

O tempo da Quaresma é um tempo de descoberta da nossa identidade como cristãos. É um tempo de encontro connosco próprios e com Deus. É um tempo especial de introspecção e reflexão. Porque não havemos de o fazer aqui, na net, e de uma forma mais comunitária, ajudando-nos uns aos outros?! Deste objectivo nasce esta proposta, a “quadragésima.com”.

Regras da "quadragésima.com":

1- Ao receber a “quadragésima.com” o blogger deve reflectir na sua relação com Deus e descobrir uma frase, bíblica ou não, que a defina;

2- Depois de o fazer deve re-escrever num post estas regras, as frases já assinaladas pelos anteriores bloggers (com o respectivo link), e escrever a sua;

3- No post deve incluir quem deseja convidar (pode e deve manifestá-lo no blog da pessoa convidada);

4- Não é permitido fazer mais que um convite ao mesmo tempo;

5- O blogger que, recebendo a “quadragésima.com”, não estiver interessado em aceitá-la, deve indicá-lo ao seu emissário para que este lhe dê seguimento através de outro blogger;

6- Não podem aceitar mais que uma vez a “quadragésima.com”; se o convite aparecer, mesmo vindo de outra “frente”, devem igualmente informar o emissário do segundo convite;

7- A “quadragésima.com” realiza-se em 3 frentes: frente “Deus-Pai”; frente “Jesus”; frente “Espírito Santo”; estas frentes funcionarão quase como equipas, para tentar chegar ao maior número de bloggers possível (não se trata de encontrar vencedores, mas empenhados);

8- A “quadragésima.com” será encerrada na Sexta-feira Santa, dia 21 de Março, pelas 12.00 horas, hora em que o último blogger receptor deve endereçá-la, já com a sua frase, para este endereço, para publicitarmos todas as frases que definem a nossa relação com Deus nesta Quaresma de 2008.

Obrigado por aceitares a quadragésima.com.

As frases da frente «Espirito Santo»:

0 - “Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas.” Jo 10, 11 - Confessionário frente “Espírito Santo”

1- ''De maneira semelhante é que o Espírito vem em socorro da nossa fraqueza, pois não sabemos o que devemos pedir em nossas orações, mas é o próprio Espírito que intercede por nós com gemidos inefáveis''. Rom. 8,26 – Partilhas em Fá Menor

2- «Fui-vos revelando estas coisas enquanto tenho permanecido convosco; mas o Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, esse é que vos ensinará tudo, e há-de recordar-vos tudo o que Eu vos disse.» Jo 14,25-26 - Que é a Verdade?.

3- «E eu vos digo: pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo aquele que pede, recebe; aquele que procura, acha; e ao que bater, se lhe abrirá. Se um filho pedir um pão, qual o pai entre vós que lhe dará uma pedra? Se ele pedir um peixe, acaso lhe dará uma serpente? Ou se lhe pedir um ovo, dar-lhe-á porventura um escorpião? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo aos que lho pedirem.» - Lc.11, 9-13 - A Capela.

4- "De facto, não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, pois Ele foi provado em tudo como nós, excepto no pecado." - Hb. 4, 15 - A Partilha.

5- «Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender por agora. Quando Ele vier, o Espírito da Verdade, há-de guiar-vos para a Verdade completa. Ele não falará por si próprio, mas há-de dar-vos a conhecer quanto ouvir e anunciar-vos o que há-de vir. Ele há-de manifestar a minha glória, porque receberá do que é meu e vo-lo dará a conhecer. Tudo o que o Pai tem é meu; por isso é que Eu disse: 'Receberá do que é meu e vo-lo dará a conhecer'.» (Jo.16,12-15) - Mafaoli

6- «Tu, porém, quando orares, entra no quarto mais secreto e, fechada a porta, reza em segredo a teu Pai» [Mateus 6, 6] - Pró-Catequista

7 –"Dou-vos um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros; que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei. Por isto é que todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros." (Jo 13, 34-35) - Deus em Tudo e Sempre

8 – A Maria João de Deus em Tudo e Sempre escolheu-me parar continuar a "quadragésima.com". Eis a frase que eu escolhi:“Quem quiser ser grande entre vós, faça-se vosso servo e quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se o servo de todos. Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos.”(Mc 10, 43-45)Pena as regras ser de uma só citação…porque na Bíblia, não falta escolhas. - Sede de Deus

9- Aqui fica a passagem que escolhi: "Permanecei em Mim, que Eu permaneço em vós. Tal como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, mas só permanecendo na videira, assim também acontecerá convosco, se não permanecerdes em Mim. Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanece em Mim e Eu nele, esse dá muito fruto, pois, sem Mim, nada podeis fazer." (Jo 15,4-5) - Gente Comum

10 - Obrigado Gente Comum pelo convite! A frase que eu escolho é: " E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem..." Lucas 23 , 34

A pessoa que vou desafiar é o Ess'agora!

Manta de retalhos


Existem...
Palavras que ferem;
Gestos que magoam;
Pensamentos que doem;
Silêncios que se notam.

Existem...
Lágrimas que purificam;
Abraços que aquecem;
Sorrisos que iluminam;
Cheiros que não se esquecem.

Existem...
Pessoas que amamos;
Pessoas que nos marcam;
Pessoas que não recordamos;
Pessoas que nunca esquecemos.

Existem...
Sombras que nos perseguem;
Sonhos que acalentámos;
Medos que nos atormentam;
Amores que consolámos.

Existem...
Distâncias que encurtam;
Momentos que se estendem;
Sentimentos que duram;
Recordações que não se apagam.

Existem...
Dias inesquecíveis;
Horas marcantes;
Minutos inexplicáveis;
Segundos estimulantes.

Existe em nós uma manta de retalhos
Feita em cada entrega;
Bordada em cada partilha;
Cozida em cada vivência;
Alinhavando cada prega.

Uma braçada amiga

Sombras...

Decidi percorrer as ruas da cidade onde vivo.
E ao longo desta “aventura” percebo que me vou cruzando com pessoas que caminham, que deambulam por entre os outros, como se fossem fantasmas...
Pessoas que parecem menos livres do que a sombra que o seu corpo reflecte...
Olhares perdidos, braços suspensos num corpo, um passo arrastado...
Gente sem esperança, pessoas desanimadas...

O que fizeram?
O que lhes aconteceu?

Não sei...

Apenas sei que eles, seres humanos, são banais na vida daqueles que se cruzam com eles...

E pouco importa aos outros as suas origens, as suas palavras, a sua dignidade, o seu respeito...

Nada importa!

Porque o Mundo de hoje aprendeu a banalizar, aprendeu a olhar só para o seu problema, só para a sua vida...

E é tudo tão banal à volta da nossa vida...
E é tudo tão “normal”...

É normal haver sem abrigos...
É normal haver crianças a morrerem de fome...
É normal haver pessoas que chorem em silêncio, com medo da critica...
É banal faltar-se ao respeito...
É banal violentar-se a dignidade do Outro...
É banal...

Porque será que nos deixámos de maravilhar?
Porque será que nos habituámos à dor, ao sofrimento?
Porque será que perdemos o princípio fundamental da liberdade (“A minha liberdade começa e termina, onde começa e termina a Liberdade do outro”) ?

E a verdade é que afinal...
tudo é tão normal para nós...
tudo é tão banal...

... nas nossas vidas!

Uma braçada amiga

O resultado da soma...

Momento...

É aquele segmento do tempo,
onde parece que tudo deixa de existir à nossa volta.
É aquele espaço da vida,
que iremos recordar para sempre.

É aquela memória gravada no coração;
é aquele gesto feito ou recebido;
é aquela palavra dita ou escutada;
é aquela atitude que fizemos ou que observámos;
é aquela entrega total a um sonho, a um desejo, a uma pessoa;
é aquela frustração sentida, sofrida e vivida;
é este arriscar tudo e tantas vezes perder;
é este aguardar o tempo certo para sermos criadores nem que seja por breves instantes;
é este desejo de experienciar algo...

Mas um momento
é sempre vivido de uma forma simples e verdadeira.

Não importa, se foi um bom ou um mau momento,
porque ambos nos marcam para sempre.
É como se a nossa vida fosse um puzzle,
onde cada um deles se encaixa e dá forma ao ser que somos;
à personalidade que temos;
aos gostos que possuímos;
aos ideais que traçamos;
às pessoas com quem nos relacionamos;
à maneira como vivemos a nossa vida!

Porque a nossa vida é mesmo isto...

o resultado da soma destes vários momentos!

Uma braçada amiga

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829