Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Tarde demais!"

Too-Late.jpg

É quase sempre a expressão que nos sai para exprimir que algo tinha um tempo para acontecer.
Como se na nossa vida algo tivesse apenas um tempo para acontecer,
e ou é naquele momento ou já não se repete.
Não pode porventura um café ser reaquecido?
Não pode por acaso um abraço ser dado?
Uma palavra exprimida?
Um sentimento partilhado?
Claro que pode!
Porque na verdade o que leva a dizer "tarde demais" é apenas e só a necessidade de fazer o outro
sentir que perdeu a sua hipótese. Que a sua vez já acabou.
E isso é apenas um ego momentâneo a falar, a querer ter alguma autoridade sobre o outro.
Mas quando o momento passa, algo dentro de nós se abre e voltamos a perceber que aquele "tarde demais", nunca aconteceu em nós.
Que devemos voltar ao abraço que um dia dissemos que não.
Que o cheiro da pele do outro nunca saiu dos nossos lençóis.
Que o som do seu sorriso nunca deixou de preencher o nosso espaço.
Por isso, é hora de voltar!
É hora de assumir aquilo que queremos e sentimos, sem medos, sem juízos, sem tempos.
Porque nunca é tarde demais para se ser feliz!
Para se lutar por quem se gosta!
Afinal, o Amor... é intemporal!

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031