Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Infinidade

Na vida, somos tantas vezes "obrigados" a uma correria desenfreada,6ba7095b77f92d8aea5f9ade92c0bbbb.jpg

como se tudo fosse urgente, como se tudo fosse um caso de "vida ou morte".
Mas não é! E eu sempre fui, sou e serei uma pessoa de tempos.
Sempre acreditei e acredito, que a vida não é uma corrida de 100 metros mas uma maratona.
Porque tudo na vida, tem um tempo para existir, para acontecer, para viver.
E bastará olhar o Mundo e ver essa realidade tão definida e concreta a acontecer.
A lua tem um tempo para brilhar e um tempo para se "apagar".
A primavera tem um tempo para "renascer" e um tempo para "morrer"
E a vida acontece sem pressas, mas com intensidade!
E hoje, sou eu que digo:
- Preciso do "meu" Outono e do "meu" Inverno.
Sem perguntas e sem exigências.
Porque eu preciso de sentir o sabor da chuva e o desapego das folhas.
O frio das noites e o silêncio das manhãs.
A força dos ventos e a convicção das árvores.
Eu preciso...
De um tempo que lhe possa chamar "meu"!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031