Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ainda não acabei

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

"Quem lamenta as suas perdas, olha para os seus próprios pés. E quem olha para os seus pés, acha que o mundo é do tamanho dos seus passos." August Cury

Hoje estou...

tumblr_lnrn1qPljT1qeba4qo1_500.jpgUm dia percebi que por maior que tivesse sido a mágoa que o outro me tinha infligido, isso não me dava nenhum direito de magoar outra pessoa de igual forma.

Que por mais fundo que o meu EU tivesse caído, isso não me revestia de nenhuma capacidade de julgar ou de condenar.

E que mesmo quando o meu sonho é destruído, não posso e não devo apenas e só culpar o outro.

Porque no fim de tudo, cada pessoa que passa na minha vida, ajuda-me a ser melhor.
A ter um conhecimento muito claro sobre o limite do meu EU.
A perceber que não importa a forma ou maneira como caio, só interessa a determinação com que me levanto.
A compreender que quando alguém crítica e ou julga muito, acaba sempre, mais tarde ou mais cedo por provar o "doce sabor do seu veneno".
E que o facilitismo de querer mal ao outro não me seduz. Quero-lhes muito bem e alegro-me com a sua felicidade.
Porque sou grato, imensamente grato, a cada marca e por cada história.
Mesmo quando custa... e precisamente porque custa, ser grato por tudo é compreender que faço parte de um Universo que não é cego nem mudo. Mas que atua quando acha que é o momento.
Quando estou preparado para receber.
E eu agora estou!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031